Fale conosco

SP-RJ (11) 98789-3692

(21) 99660-3478

Sala limpa – desinfecção – ambiente controlado

As salas limpas usadas em laboratórios que lidam com materiais não patogênicos, como produtos eletrônicos, são geralmente classificadas como “Salas Limpas Industriais” ou “Salas Limpas de Tecnologia Limpa”

Essas salas limpas são projetadas para controlar a contaminação por partículas, para garantir a qualidade dos produtos e processos que ocorrem dentro delas. As salas limpas industriais são classificadas de acordo com o número de partículas em suspensão no ar.

A norma internacional ISO 14644-1:2015 define as classes de salas limpas industriais, que vão desde a classe ISO 1 (menos de 10 partículas de 0,1 qu ou maiores por metro cúbico de ar) até a classe ISO9 (mais de 35000 partículas de 0,5qu ou maiores por metro cúbico de ar)

Resumindo , as salas limpas usadas em laboratórios que lidam com materiais não patogênicos são classificadas como são projetadas para controlar a contaminação de partículas de acordo com as normas ISO 14644.

A classe de sala limpa apropriada deve ser selecionada de acordo com as necessidades específicas de cada processo ou produto.

Por outro lado, as salas limpas usadas em laboratórios que lidam com materiais não patogênicos como produtos eletrônicos, podem exigir menos filtragem e controle ambiental, uma vez que o risco para a saúde humana é menor.

Nessas salas limpas, a pressão do ar pode ser positiva em relação ao ambiente externo para evitar a entrada de partículas contaminantes.

Por ter um risco de saúde humana menor as salas limpas industriais não estão dispensadas de uma rigorosa higienização e desinfecção, elas devem manter os padrões internacionais de higiene e limpeza e a qualidade do ar.

Para saber maiores informações de como manter um laboratório livre de contaminação fale com a Attuale Brasil temos a solução ideal para contribuir na manutenção e limpeza desses ambientes.

www.attualebrasil.com.br

Compartilhar:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Artigos em destaque

Veja também